Seção - Imagem da Semana

Paciente 73 anos com IC descompensada de longa data.

Resposta:

Insuficiência cardíaca é um diagnóstico clínico. O uso do ultrassom beira leito tem sido apontado como um importante teste adjunto aos demais exames, tais como ECG e exames laboratoriais, não devendo substituir de maneira isolada o diagnóstico clínico, podendo ser utilizado também para fazer diagnóstico diferencial. No paciente com dispneia na emergência por exemplo, suspeitando-se de insuficiência cardíaca descompensada, ultrassom pulmonar associado com ultrassom cardíaco pode ser utilizado para descartar causas cardíacas de causas não cardíacas.

No ultrassom pulmonar, a visualização de edema pulmonar por meio das linhas B pode ser característico de um paciente que chega com insuficiência cardíaca descompensada, porém também pode estar presente em outras patologias. Sua ausência não pode excluir esse diagnóstico. Ultrassom cardíaco pode ser feito beira leito por emergencistas treinados, com estimativa visual da fração de ejeção. Assim como a visualização de uma fração de ejeção reduzida facilita o diagnóstico de insuficiência cardíaca, uma fração de ejeção normal não descarta, mostrando que o ultrassom deve ser utilizado como adjunto aos demais testes. Assim, uma imagem ultrassonográfica cardíaca pode ser responsável por descartar outros diagnósticos em vez de confirmar uma insuficiência cardíaca, quando se visualiza por exemplo derrame pericárdico importante ou sinais de tromboembolismo pulmonar. Em resumo, utilizar POCUS para adicionar informações ao diagnóstico do paciente, incluindo ultrassom pulmonar, visualização de linhas B, contratilidade e estimativa de fração de ejeção, mensuração da veia cava inferior e sua variabilidade, bem como visualização de derrames pleurais.

A paciente acima já possuía diagnostico de insuficiência cardíaca prévio, com IAM anterior, dando entrada na emergência com história de dispnéia progressiva, edema de membros inferiores e ausculta congesta. O ultrassom cardíaco mostrou uma contratilidade prejudicada, com baixa fração de ejeção, bem como ultrassom pulmonar com linhas B difusas, corroborando com o diagnóstico de insuficiência cardíaca descompensada.


Referências:
Focused Ultrasound In The Emergency Department For Patients With Acute Heart Failure. Frances M Russell, Matt Rutz and Peter S Pang. 2015.


por Patrícia Lopes Gaspar (Residente de Medicina de Emergência do Ceará)
patylopesg resemergce